Compre aqui mudas de qualidade!
Temos mudas de Coqueiro aVIVEIRO DE MUDASnão e Jabuticabeira em vaso.

Mudas de Arvores Nativas e
Mudas Frutiferas


Sites da Nossa Empresa

VIVEIRO DE MUDAS NATIVAS FLORESTA
Chacara das Palmeiras - Tupã

Inga - Mudas de Inga -Temos Inga em Porte Arboreo


O ingá é uma arvore nativa frutifera de muita procura devido se ideal a beira dos rios , isto é uma das arvores ideias para mata ciliar , istto é em volta de rioa ,córregos e riachos .
Temos vários tipos de mudas de ingá , em mudas de saquinho e em arvores plasticos de varios tamanhos.
Se voce esta formando APP ou recompondo uma área decgradada , consulte -nos temos bom preço e qualidade , o ingá faz parte de uma relação de dezenas de espécies que temos a sua disposição.

O ingá é um fruto comumente encontrado em margens de rios e lagos. Segundo Pio Corrêa, o nome ingá é de origem indígena, que significa “embebido, empapado, ensopado”, devido o aspecto aquoso que envolve as sementes.

São conhecidas cerca de 300 espécies do gênero Ingá, todas produzem frutos em vagens, que podem atingir até mais 1m de comprimento, dependendo da espécie, mas de forma geral grande parte das espécies possuem frutos com até cerca de 10-30 cm de comprimento.

A polpa do ingá é branca, levemente fibrosa e adocicada, rica em sais minerais, e é consumida ao natural. Frutifica quase o ano todo.
arvores e mudas de inga

Por Patrícia Lopes
Equipe  Brasil Escola
mudas de inga

Autor(es): Paulo Ernani Ramalho Carvalho
O gênero Inga Miller, exclusivamente neotropical, apresenta cerca de 300 espécies distribuídas do sul do México até o Uruguai (PENNINGYTON, 1997); no Brasil, ocorrem cerca de 143 espécies (GARCIA et al., 1998).
Atualmente, Inga vera se diferencia em três subespécies: affinis, eriocarpa e vera (PENNINGTON, 1997).
O ingá-banana distingue-se dos outros ingás por apresentar densa pilosidade amarela em todas as partes e por produzir vagens retas, mais curtas que os outros ingás.


Inga Banana
Autor(es): Paulo Ernani Ramalho Carvalho

Madeira serrada e roliça: a madeira do ingá-banana é empregada em caixotaria, em obras internas e na confecção de brinquedos e lápis.
Energia: Inga vera subsp. affinis produz lenha de péssima qualidade.
Celulose e papel: a madeira dessa espécie é adequada para este fim.
Aproveitamento alimentar: o ingá-banana possui frutos multisseminados com tegumento seminal comestível, de sabor doce, agradável, sendo consumidos in natura (RAGONESE; MARTINEZ CROVETTO, 1947).
  Apícola: as flores do ingá-banana são nectaríferas (BACKES; IRGANG, 2002).
Constituintes químicos: Inga vera subsp. affinis não contém galactomanana como reserva polissacarídea no endosperma da semente (BUCKERIDGE et al., 1995).

Paisagístico: essa espécie também pode ser aproveitada no paisagismo, uma vez que cresce normalmente em terrenos enxutos.
Plantios com finalidade ambiental: espécie recomendada para restauração de ambientes fluviais ou ripários, em áreas com o solo permanentemente encharcado (TORRES et al., 1992; VILELA et al., 1993).
Substâncias tanantes: a casca de Inga vera subsp. affinis é usada para curtimento de couro e preservação de artefatos de pesca.