Compre aqui mudas de qualidade!
Temos mudas de Coqueiro aVIVEIRO DE MUDASnão e Jabuticabeira em vaso.

Mudas de Arvores Nativas e
Mudas Frutiferas


Sites da Nossa Empresa

VIVEIRO DE MUDAS NATIVAS FLORESTA
Chacara das Palmeiras - Tupã

Mudas de Goiabeira -Arvores de Goiabeira no Vaso

Temos mudas de goiabeira em balaios para plantios comerciais e arvores de goibeira em vasos , temos de varios tamanhos , consulte nossos preços antes de comprar mudas frutiferas , nosso viveiro tem criterios de qualidade e é credenciado no RENACEM .

ARVORE DE GOIABEIRA
Fruto de polpa rosada apta para o consumo

A goiaba é o fruto produzido pela goiabeira.
Possui alto valor nutritivo, pois apresenta grande quantidade de vitamina A, B1, C, cálcio, fósforo, ferro e fibras solúveis. Apresenta formatos diferentes, coloração da casca verde-amarela variável de acordo com a maturação do fruto, polpa de coloração variável podendo ser branca, rosada ou vermelha e interior preenchido por sementes.
Existem, aproximadamente, 2.800 espécies de goiabeira sendo que na América originou-se 130 dessas. Todas as espécies são utilizadas in natura (forma que ativa todos os nutrientes do fruto), na culinária, na preparação de doces, sucos, geléias e outros.

Ter uma goiabeira tem outras vantagens goiaba é um fruto de alto benefício ao organismo humano, pois além de não conter muito açúcar, gordura e calorias a goiaba auxilia no combate a infecções e hemorragias, fortifica os ossos, os dentes e o músculo cardíaco, melhora a cicatrização e o aspecto da pele, retardando o envelhecimento, regula o aparelho digestivo, o sistema nervoso e dá maior resistência física.
Deve somente ser evitada por pessoas cujo aparelho digestivo é delicado ou por pessoas que apresenta problemas de intestino preso.

Por ser um fruto delicado, a goiaba deve ser consumida assim que iniciar o processo de maturação, pois se muito madura pode não ativar seus nutrientes. É importante guardar a fruta em temperatura ambiente ou na geladeira em locais menos frios.

A goiabeira se adapta em diferentes solos, mas é importante cultivá-la em locais onde o vento frio não a atinja. O melhor período de safra ocorre entre janeiro e maio.

Por Gabriela Cabral
Equipe Brasil Escola

 

Quando formamos um pomar , ou plantamos para fins comerciais , sempre existe a preocupação das doenças de algumas arvores especificas por isso esse estudo que estamos divulgando é muito importante para quem tem preocupaçãoes com nematoides na goiabeira e no araçá que é a goiabeira nativa muito apreciada nos pomares daqueles que um dia apreciaram essa delicia nativa.

http://www.embrapa.br/embrapa/imprensa/noticias/2007/outubro/2a-semana/pesquisadores-debatem-a-producao-de-mudas-de-goiabeiras-livres-de-nematoides
Pesquisadores debatem produção de mudas de goiabeiras livres de nematóides  (09/10/2007)

Foto Embrapa
goiabeira

Será a primeira reunião que envolve pesquisadores, viveiristas e autoridades de defesa sanitária vegetal para articularem medidas de controle do nematóide que tem dizimado milhares de hectares plantados com goiabeiras no Submédio São Francisco. Eles estão particularmente preocupados em evitar o comércio de mudas infectadas pelo patógeno. O evento acontecerá no Auditório da Justiça Federal, em Petrolina-PE, de 8:30 às 10:30 horas na quarta-feira (10)

O pesquisador José Mauro da Cunha e Castro, da Embrapa Semi-Árido, explica que mudas infectadas têm sido uma das principais formas de disseminação da praga. Segundo ele, existem relatos oficiais de que a comercialização de mudas sem qualquer controle de qualidade foi a responsável por “exportar” a praga da região de Juazeiro e Petrolina para áreas cultivadas com goiabeiras nos estados do Piauí e Ceará”. 

No Submédio São Francisco o ataque dessa praga, identificada como nematóide-das-galhas (Meloidogyne mayaguensis), provocou em cerca de seis anos (2000/2006) a diminuição da área plantada dessa frutífera de 6000 mil para 1668 hectares. Nos plantios que restam, a praga continua a avançar, a ponto de os especialistas estimarem uma redução contínua de 10% ao ano. É uma ameaça muito concreta à permanência do negócio da goiaba nesta que já foi umas das principais regiões produtoras do país, ressalta José Mauro. 

Em curto prazo, o que parece eficiente para manter a praga sob controle ou recuperar áreas infestadas é combinar o emprego de medidas de manejo do pomar e a ação fiscalizadora dos órgãos públicos como o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA, explica José Mauro. Para ele, é urgente aumentar o rigor na inspeção das mudas de goiabeiras. O comércio de mudas infectadas é uma das principais formas de disseminação da praga.


CONTATO - 014 3441 2651 
E-MAIL PARA CONTATO